A mulher admitiu a autoria do crime atribuindo ter sofrido “um ataque de fúria”.

Por mim, nunca mais teria animal….

O juiz impôs à mulher inabilitação para ter animais durante três anos.

Por Fernando León Rejas / Tradução de Adriana Shinoda

ESPANHA cao janela 932747 1

O Juizado Penal 2 de Badajoz, na Espanha, condenou Y.G.R., uma mulher de 41 anos, a uma pena de oito meses de prisão e inabilitação de ter animais durante três anos após um acordo no qual a acusada admitiu a autoria do crime ocorrido na madrugada do dia 10 de setembro de 2015, conforme confirmou o magistrado. Conforme foi publicado na data do ocorrido, “por um arrebato” ela jogou pela janela do segundo andar – a seis metros de altura – seu cão Chico, de quatro anos, cinco quilos e de raça indeterminada.

O juizado aceitou assim a decisão da acusada pelo delito de maus-tratos aos animais, com boas vistas do Ministério Fiscal, dado que assumiu a autoria. Isso motivou que não fosse necessário que se fizessem as alegações orais da causa, pois a mesma assumiu a responsabilidade, pois, como já havia declarado para a polícia, “agiu depois de ter sofrido um ataque de fúria”.

Portanto, não se fez necessário ouvir a declaração das testemunhas citadas, entre as quais os policiais que atenderam a ocorrência e o veterinário Carlos Rosa que cuidou de Chico, decidindo não disponibilizar o cão para adoção e ficando com ele.

Uma pessoa que vive no mesmo imóvel desceu para comprovar o estado do animal e, acreditando que estivesse morto, o jogou em um contêiner, mas os agentes da polícia local que atenderam ao chamado comprovaram que estava vivo e avisaram à clínica Clinivex, de Carlos Rosa, que é contratada da Prefeitura. Este conseguiu removê-lo do local, apesar do traumatismo craniano e da midríase (não podia fechar as pupilas), além ter perdido as unhas da pata esquerda ao bater violentamente no chão.

Na mesma casa onde vivia Chico havia outros três cães e um gato, os quais inicialmente a mulher se negou a entregar, mas foram retirados no dia seguinte.

Fonte: El periodico Extremadura

Anúncios
Sem categoria