Canadá: homem que amarrou cachorro com fita isolante recebe sentença de 2 anos de prisão

Michael Hill está arrependido e queria a sentença imposta, disse seu advogado.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Canada cachorro fita prisao

O homem de Amherstburg, em Ontário – Canadá, acusado de amarrar o focinho, o pescoço e as patas de um cachorro com fita isolante e deixá-lo atrás de um shopping, se declarou culpado para a acusação de crueldade animal, e pagará pena de dois anos atrás das grades.

Hill foi acusado de propositalmente ter causado sofrimento/dor ou ferimento desnecessários a um animal ou ave. Ele se declarou culpado no último dia 1.

A juíza Micheline Rawlins ordenou que Hill desse uma amostra de sangue para o banco de dados de DNA.

O advogado de Hill, Ahmad Ammar, disse que seu cliente “arrependido” admitiu ter abusado do cão.

“Michael confessou desde o começo”, Ammar disse do lado de fora do tribunal.

“É algo que ele quer deixar para trás. Ele reconheceu que fez algo que não deveria ter feito”.

Mais de uma dezena de ativistas pelos direitos dos animais, que protestaram do lado de fora do tribunal durante as muitas aparições de Hill nas semanas recentes, estavam na sala de audiências no último dia 1. Um homem xingou Hill quando ele saiu da área de prisioneiros.

Outras pessoas foram mais educadas, incluindo Dean Cresswell, o homem que descobriu o cachorro que foi chamado de Justice (Justiça).

“Nós não podemos pedir nada mais”, Cresswell disse, reconhecendo que a sentença irá impedir que outras pessoas abusem dos animais. “Eu dou crédito ao homem por ter se declarado culpado”.

Justice, o cão, foi encontrado por Cresswell, que estava passeando com seus dois cães perto do Canadian Tire na Rodovia Walker no dia 17 de dezembro do ano passado.

Hill foi preso no final de dezembro e está na prisão desde então, após ter sido negada sua fiança no começo deste ano.

Justice permanece aos cuidados do Windsor-Essex Humane Society.

Ele foi castrado na semana passada e “se recuperou da cirurgia como um campeão”, disse a sociedade protetora em um post no Facebook.

Antes de ser castrado, Justice também passou por um checkup de seu coração na clínica Oakland Veterinary Referral Service em Bloomfield Hills.

“As notícias são boas, já que parece que sua infecção parasitária no coração está menos severa do que tínhamos pensado originalmente, e provavelmente não causou muito dano ao seu coração, ainda! Isto significa que o tratamento deve prevenir futuro dano cardíaco, e também será mais seguro do que se já tivesse algum dano”, a sociedade disse em outro post do Facebook. “O tratamento de parasitas cardíacos ainda é um processo perigoso para qualquer cão, mas esta foi a melhor resposta que podíamos ter esperado em sua condição!”.

Fonte: CBC News

Anúncios
Sem categoria