Cachorro que fez vigília de uma semana em hospital esperando tutor finalmente o reencontra

Ele garante que a presença de Negão fez com que ele se mantivesse positivo.

Foto: Reprodução/G1

Foto: Reprodução/G1

A história do cachorro Negão emocionou o Brasil e ultrapassou as paredes da Santa Casa de Itatiba.

Seu tutor, o vendedor Olívio Yamamoto, estava indo para Itatiba, em São Paulo, quando começou a se sentir mal. Com muita dor, ele resolveu dirigir ao hospital na companhia do seu cão. O animal foi essencial para que ele conseguisse chegar, mantendo-o lúcido, uivando e batendo em seu ombro.

A dor ficou tão intensa, que Olívio realmente achou que iria morrer. Emocionado, ele diz que chegou a abrir as portas do carro para que o animal saísse, mas Negão se recusou, e continuou a fazer barulho e bater nas suas costas com o pé e o queixo.

Quando finalmente chegou ao hospital, ele foi internado após sofrer de um infarto. Por causa disso, ele ficou impossibilitado de sair e deixá-lo em casa. A lealdade de Negão persistiu e o cão ficou em vigilia durante uma semana, durante todo o tratamento, esperando Yamamoto.

Essa dedicação irrestrita comoveu os moradores da cidade e os funcionários do local que, de maneira improvisada, separaram um lugarzinho para que o cachorro ficasse, com água e alimentação.

Na última sexta-feira (4), Olívio Yamamoto recebeu alta e pôde rever seu amigo canino. Ele garante que a presença de Negão fez com que ele se mantivesse positivo. Como mora longe, a dupla ficará na casa de uma amiga na cidade, até que Yamamoto esteja apto a viajar.

Enquanto estava internado, Olívio escreveu uma carta contando que Negão foi adotado por ele em uma viagem para Bragança Paulista, e desde então, tem sido um grande companheiro de aventuras.

Fonte: G1

Anúncios
Sem categoria