Dono morre e cadelinha espera pelo seu retorno

Amigos e Amigas,

Linda história da Mascarada no jornal Tribuna de nossa cidade…
Leiam e se emocionem…

SEGUNDA, 12 NOVEMBRO 2012 11:59

cadelinha.jpg
Há quem afirme que a amizade entre o homem e o animal se resuma apenas a uma parceria guiada pelo instinto. Mas, quem possui um amigo de quatro patas sabe que é muito mais do que isso. Quem já assistiu o filme "Sempre ao Seu Lado", estrelado pelo ator Richard Gere?

O filme conta uma história real de Hashiko, que aconteceu no Japão, na década de 30. Um professor encontra um cão, da raça Akita, e cria uma forte ligação com o animal. Todos os dias o cão ia até a estação de trem acompanhar o dono que seguia para o trabalho e no final do dia voltava à estação para esperá-lo. Até que um dia o homem falaceu e não voltou mais. Durante dez anos o cão ia sempre ao mesmo local, na estação de trem, e lá esperava o retorno de seu dono, até um dia morreu.

cao-e-gere1.jpg

Histórias como a contada neste filme parecem distantes, mas não é preciso ir muito longe para encontrar exemplos da ligação entre homem e animal. Aqui mesmo em Petrópolis, uma história muito parecida aconteceu no distrito de Cascatinha.

Há duas semanas, o dono da cadelinha "mascarada" passou mal e foi levado às pressas de ambulância à Unidade de Pronto Atendimento – UPA, em Cascatinha. A cadelinha o seguiu até a UPA e lá permaneceu a espera de seu dono, que acabou falecendo.

Ninguém da família apareceu para levá-la de volta para casa. Durante duas semanas a cadelinha permaneceu no local a espera do dono, dormindo aos fundo da UPA. Nesse período ela entrou no cio e acabou cruzando com alguns cães. Além disso, ainda foi maltratada por algumas pessoas que tentavam enxotá-la.

cadelinha%204.jpg
"Uma moça me ligou pedindo ajuda para ela. Disse que ela estava ali sofrendo maus tratos dos guardas. Nos comovemos com a história dela e buscamos tentar ajudá-la. Uma das integrantes da associação foi até o local e fez o resgate dela", explica Carla Maduro, da associação Irmão Animal.

Quando foi encontrada, a cadelinha estava com a pata machucada e visivelmente magra. Ela foi resgatada pela associação Irmão animal e levada para tratamento em uma clínica veterinária. Aos poucos "mascarada" (como foi apelidada pela Irmão Animal), recuperou as forças e agora precisa de ajuda e de um novo lar.

cadelinha%202.jpg

Sobre o Irmão animal

O Irmão Animal surgiu em 2008 e está desde então batalhando para ajudar os animais. O grupo de protetoras é independente, não possui apoio do governo, nem incentivo financeiro. Hoje pretende reverter este quadro, onde pagam nossas despesas veterinárias através da venda de rifas, de doações de amigos/familiares e muitas vezes, tirando do próprio bolso.

Para doar:

Remédios veterinários, remédios humanos, potes (para colocar ração e água), casinhas, cobertores usados (para aquecer um peludinho no inverno que está chegando). O que desejar doar, entre em contato com o Irmão Animal: contatos

Vinícius FerreiraRedação Tribuna Onlinehttp://tribunadepetropolis.imprensa.ws/2012/index.php?option=com_content&view=article&id=42429&catid=74

irmao.jpg

http://irmaoanimal.com/
http://caespetropolis.wordpress.com/

http://adocaocaes.wordpress.com
https://vidacachorro.wordpress.com
-~

Anúncios
Sem categoria