A LUTA DE UM PIT BULL QUE SALVOU SUA DONA, DISSO NINGUÉM FALA

09/05/2012 14h23 – Atualizado em 09/05/2012 15h28

Cadela pit bull perde pata após salvar dona desmaiada sobre linha de trem

Lilly teve parte de pata dianteira dilacerada pelo trem em Massachusetts.
Maquinista viu a cachorra arrastando a mulher, mas não conseguiu frear.

Do G1, em São Paulo

Uma cachorra da raça pit bull chamada Lilly está sendo chamada de heroína após salvar a vida de sua dona, que desmaiou embriagada sobre trilhos de trem em Shirley, no estado americano de Massachusetts.

Lilly, de 8 anos, acabou sendo atingida depois de arrastar Christine Spain para a segurança. Levada para o veterinário, ela teve parte da pata dianteira direita amputada, segundo a reportagem da emissora FOX em Boston.

A pit bull Lilly recebe tratamento de um veterinário (Foto: Reprodução/My FOX Boston)

O maquinista diz que viu a cadela puxando a mulher da linha de trem por volta de meia-noite da última sexta-feira (5). Ele acionou os freios, mas a locomotiva parou por completo só depois de atingir Lilly. A mulher não sofreu nenhum ferimento.

A cachorra teve a ponta da pata dilacerada, sofreu fraturas na pélvis e ferimentos internos, mas se manteve ao lado da dona até que o socorro chegassem ao local, disse um bombeiro.

O filho de Christine, David Lateigne, explicou que a mãe sofre de alcoolismo há muitos anos. Ele mesmo deu Lilly para a mãe como forma de companhia, após resgatar a cachorra três anos atrás.

"Sempre soubemos que ela é um cão especial. E ela mostrou exatamente o que é um pit bull, ela foi até o fim", conta David, emocionado. Ele trabalha como policial em Boston, longe da mãe.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/05/cadela-pit-bull-perde-pata-apos-salvar-dona-desmaiada-sobre-linha-de-trem.html

Anúncios

Euro 2012: A matança dos cães em nome do futebol… (fotos e vídeo)

Autoridades ucranianas não olham a meios para "limparem" as suas cidades com vista ao Campeonato da Europa. Atenção, as imagens podem ferir os mais sensíveis… More Sharing Service

01raparigacartaznmatemosmeusamigos.jpg

Extermínio de cães vadios na Ucrânia: 01 – "Não matem os meus amigos!"Protesto em Kiev 16 Foto 1/16
SERGEI SUPINSKY/AFP/GETTYIMAGES
2

Envenenados, enforcados, queimados vivos ou mortos a tiro. Eis como as autoridades ucranianas estarão a matar cerca de 7 mil cães abandonados por mês nas principais cidades do país, com vista à limpeza das ruas para o Euro 2012.

Várias organizações não governamentais de defesa dos animais têm denunciado e protestado contra o caso, apelando ao fim da crueldade para com os animais. "Não ao futebol manchado de sangue" e "não joguem sujo", são algumas das frases que os ativistas têm utilizado em manifestações realizadas, designadamente em Kiev, capital ucraniana, e em Roma, na Itália.

VÍDEO (imagens fortes para os mais sensíveis):

Cães abandonados queimados vivos na Ucrânia

Pamela Anderson pede cartão vermelho a Platini – Até Pamela Anderson já se veio manifestar contra o extermínio dos cães, enviando uma carta ao presidente da UEFA, Michel Platini, como ativista da PETA, conhecida organização de defesa dos animais. "Como organizador do evento, a UEFA é responsável pelo sofrimento dos animais", escreve a modelo e atriz. "A UEFA devia ser um modelo para todos os intervenientes neste evento e tomar uma posição a favor da proteção dos animais abandonados da Ucrânia", acrescenta. "Por favor, mostrem o cartão vermelho à crueldade para com os animais exigindo às autoridades ucranianas que parem com o assassinato em massa dos cães abandonados", argumenta também Pamela Anderson.

Toni Kroos diz que "é terrível" – Na Alemanha o presidente da Federação de Futebol, Theo Zwanziger, já terá condenado a postura das autoridades ucranianas, segundo relata o jornal germânico Bild. O mesmo se passa com o médio do Bayern de Munique, Toni Kroos, que, citado pelo mesmo diário, nota que "é terrível" o que está a acontecer.

O caso assume relevância maior em terras germânicas por causa do envolvimento da princesa alemã Maja von Hohenzollern, que é embaixadora do Grupo Europeu de Proteção aos Animais e à Natureza e que denunciou a realidade ucraniana. A sua visita a Kiev, onde foi expressamente para alertar para o problema, deu visibilidade à situação e a embaixadora manifestou-se a favor da esterilização dos animais como forma mais humanitária de controle.

Autoridades querem evitar propagação de infeções – Há centenas de cães abandonados nas principais cidades da Ucrânia e as autoridades locais alertam para a necessidade de controlarem a situação, de modo a evitarem a propagação de infeções. Ao longo do ano são relatados inúmeros casos de incidentes com pessoas mordidas – foram mais de três mil apenas em Kiev, em 2011. Mas as associações de defesa dos animais apelam à necessidade da utilização de outros métodos, lamentando que alguns animais são envenenados e deixados a morrer no meio da rua ou atirados para caixotes do lixo. Alegam também que alguns são lançados ainda vivos para um crematório móvel que permite aos responsáveis do controle atuarem mais facilmente em diversas localidades.

Os apelos ao boicote ao Euro 2012, em virtude desta problemática, sucedem-se e na Internet corre uma petição que, à altura da escrita deste artigo, já ia com mais de 15 mil assinaturas e que apela ao fim das mortes em massa de cães e gatos.

Acompanhe os artigos do Relvado no Facebook e no Twitter.

vídeo em http://relvado.sapo.pt/internacional/euro-2012-matanca-caes-nome-futebol-fotos-video-402601
http://relvado.sapo.pt/internacional/euro-2012-matanca-caes-nome-futebol-fotos-video-402601