Caso lobo:Falta de testemunhas adia audiência sobre rottweiler Lobo, em Piracicaba (SP)

06 de março de 2012 às 11:40

Rottweiler Lobo, após ser arrastado pelo tutor, em Piracicaba (Foto: Edijan Del Santo / EPTV)

A Justiça cancelou a audiência prevista para a tarde desta segunda-feira (5) sobre o caso do rottweiler Lobo, que morreu após ser arrastado por pelo menos um quilômetro amarrado à carroceria de uma picape conduzida pelo próprio tutor. Segundo os advogados do caso, o cancelamento deu-se por conta da ausência das duas testemunhas que presenciaram o crime e não foram localizadas para dar seu depoimento em juízo.

O caso ocorreu em novembro do ano passado e causou comoção dos defensores dos direitos dos animais em todo o Brasil e pelas redes sociais. A partir do ocorrido, os grupos pediam a criação da intitulada por eles de “Lei Lobo”, que propõe punições mais severas nos casos de agressões contra animais. Na ocasião, o tutor do animal, Claudio Cesar Messias, disse que arrastou o cachorro por acidente.

O cancelamento da audiência desta segunda ocorreu porque o promotor julgou imprescindível o depoimento das testemunhas. O juiz não agendou nova data para uma próxima audiência, que dependerá da localização dos depoentes. Apesar do cancelamento, nesta segunda, pela primeira vez desde que o caso está em julgamento, Messias apareceu até o Fórum.

Desde novembro, ele não havia ido a nenhuma audiência sob alegação de que tem medo de sair de casa por conta das ameaças que vem sofrendo desde que o caso veio a público. O juiz do caso chegou a decretar o julgamento dele à revelia.

O juiz e o promotor não conversaram com a imprensa, apenas o advogado de defesa de Messias e o advogado da organização não governamental (Ong) Vira Lata, Vira Vida deram as informações.

Fonte: G1

Anúncios
Sem categoria

Um comentário sobre “Caso lobo:Falta de testemunhas adia audiência sobre rottweiler Lobo, em Piracicaba (SP)

  1. Isso é um absurdo!! Pessoal, apareça para depor. Inicialmente a vítima foi um cão, depois um deficiente, um idoso, uma criança, um morador de rua, e talvez até vc mesmo!! VAMOS FAZER JUSTIÇA!!

Os comentários estão desativados.