Verão exige cuidados redobrados com a saúde de cães e gatos

Problemas do calor

Verão exige cuidados redobrados com a saúde de cães e gatos

(Foto: Divulgação)

O verão costuma trazer consigo um problema sério para quem tem cães e gatos: a proliferação de pulgas e carrapatos. Isso ocorre porque o período mais quente do ano é propicio para a reprodução de ectoparasitas, conforme explica a médica veterinária Vanessa da Silva Lopes, responsável técnica do Laboratório Veterinário Mundo Animal. “O calor e a alta umidade da época são ideais para o surgimento de pulgas e carrapatos, que pode ser agravado se cuidados básicos por parte dos tutores não forem tomadas”, afirma.
A especialista explica que pulgas e carrapatos podem acarretar sérias doenças aos animais. “Além da anemia, devido à perda de sangue em casos de infestação intensa, cães e gatos podem desenvolver dermatite alérgica, tifo e até mesmo peste bubônica”, comenta. E como não há vacinas que previnam os animais de doenças ocasionadas por picadas de ectoparasitas, a melhor alternativa para evitá-las é a prevenção.

(Foto: Divulgação)

Manter a higiene do animal em dia e realizar a desinfecção do ambiente em que o cão ou gato passam boa parte do tempo são duas medidas que podem prevenir e tratar o problema. “Desinfetar o ambiente com produtos específicos vendidos em pet shops, pelo menos, uma vez por semana, além de utilizar shampoos anti-pulgas e outros produtos que previnam ectoparasitas ainda é a melhor remédio”, garante Vanessa. Em animais que já possuem pulgas e/ou carrapatos, a solução é recorrer a um médico veterinário que recomendará os produtos certos para o tratamento. “Os mais indicados são coleira anti-pulgas, spot on (pipeta de colocar no pescoço) e remédios em spray”, explica a especialista.
A veterinária alerta ainda para a importância desses medicamentos serem receitados por um veterinário, já que eles apresentam algumas contraindicações. “Não é recomendado ficar reaplicando os produtos no animal, pois isso pode intoxicá-lo. Os gatos também merecem atenção especial, já que eles exigem produtos específicos e atestados para a espécie”. É importante também, segundo Vanessa, que o tratamento prossiga até que os ectoparasitas tenham sido eliminados, para que o problema não persista.

(Foto: Divulgação)

Reposição de sais minerais e vitamina C
Assim como os seres humanos, os animais costumam perder líquido com mais intensidade durante o verão, e por isso, outro problema comum em pets nessa época do ano é a deficiência de vitamina C e sais minerais no organismo. “No calor, qualquer atividade física, como uma simples caminhada, ou somente a temperatura elevada, são o suficiente para que o animal perca líquido e, consequentemente, vitaminas e sais minerais”, explica Vanessa. “Essa perda pode resultar na desidratação ou, até mesmo, em problemas mais graves, como queda de pelos e enfraquecimento dos ossos e tecidos musculares”, completa.

Segundo a especialista, em casos mais graves é necessário repor esses nutrientes por meio da ingestão de suplementos vitamínicos e minerais. “Sempre é bom consultar o médico veterinário para uma análise completa antes de entrar com o tratamento, mas alguns suplementos vitamínicos não têm a necessidade da prescrição veterinária, mas sim do acompanhamento de um profissional”, explica Vanessa.

A especialista alerta também para uma medida simples que pode evitar os problemas decorrentes da perda de líquido: a ingestão mais frequente de água durante o calor. “Não há uma quantidade correta de água a ser ingerida, mas sabe–se que 75% do organismo de qualquer mamífero são compostos por água. Um animal não consegue ficar mais de dois dias sem ingerir água, por isso a importância da ingestão mais frequente durante o verão”, finaliza.

Fonte: Anda-jor – www.anda.jor.br/

__._,_.___

Anúncios
Sem categoria