SEM RAÇA

Não conheci meu pai
Fiquei pouco com a minha mãe
Meus irmãos nunca mais os vi…
… Hoje chove e estou à procura de abrigo
Ontem tentei o ponto de ônibus
Mas enquanto eu dormia alguém me chutou
Não entendi o por quê…
Saí ferido, mas continuo caminhando
Sinto fome e não há comida
Quando o Sol é muito intenso sinto sede
E durante as noites sinto frio
As pessoas passam por mim sem me notar
Tentei seguir algumas, porém ninguém me quer…
Não tenho um lar ou um dono para a este ser fiel
E a minha vida oferecer-lhe se um dia for preciso
Mas tudo o que ouço é que não tenho raça,
Não entendo muito bem o que é raça
Mas se isso significar lutar pela sobrevivência nas ruas
Desde o dia em que nasci
Então eu devo ser dessa raça.

Samantha Constanza

Anúncios
Sem categoria