A HISTORIA DE VITORIO O Cinderelo da Bahia

A HISTÓRIA DE VITÓRIO – O CINDERELO DA BAHIA

Esse cãozinho se chama Vitório, lembram desta foto?. Foi resgatado por Janaína Rios da ONG Célula Mãe, em março de 2011, quando voltava do trabalho e contra a vontade do motorista que a acompanhava, pois era um homem insensível à causa animal. Mesmo assim, Janaína o resgatou neste estado, todo machucado, magro e desnutrido e com uma bicheira enorme em sua orelha direita. Ficou dois dias internado na clínica _______________ para se recuperar da intensa desnutrição e dos ferimentos.

Poucos dias antes deste regate, eu (Alexandra Caribé), resgatei dia 28 de fevereiro de 2011, próximo do carnaval, um cãozinho muito lindo e meigo, obediente e esperto, chamado GANDHI e postei sua foto em diversos sites de adoção.

Num destes sites uma pessoa chamada Célia Regina, uma brasileira que vive há alguns anos em Gênova na Itália, encontrou a foto do Gandhi e se apaixonou por seu olhar meigo, que a fez lembrar do olhar meigo de sua pincher Cherry, cadelinha muito amada por Célia e seu marido Amedeo. Célia copiou meu telefone e meu e-mail de contato e começou a se corresponder comigo, perguntando se eu era protetora e que tinha visto meus contatos na foto do Gandhi. Pensei que ela queria adotar Gandhi, que já estava com uma adotante certa, só esperando fazer a primeira vacina para ser levado para a adotante maravilhosa que Deus escolheu pra ele (Dona Edna). Mas, Não! Ela não queria adotar o Gandhi! Começamos a nos corresponder por e-mail diariamente e ela me disse que queria adotar um cão brasileiro, mas ela queria adotar um cão COM ALGUM DFEITO FÍSICO, e que justamente por ter um defeito físico não teria a chance de ser adotado por ninguém, porque um cão com defeito normalmente ninguém escolhe para adotar. E me escolheu através do Gandhi, para ser a intermediadora desta adoção. Dias depois, Janaína resgatou Vitório e colocou essas fotos acima em um site de adoção pedindo ajuda para fazer o tratamento de Vitório e reabilitá-lo. De Gênova Célia viu sua foto e chorou muito, muito, muito e na mesma hora me enviou por e-mail essas imagens e me disse: Alexandra esse é o filho que eu estava procurando, o Vitório é meu filho e é ele que eu quero adotar. Você me ajuda?

Liguei pra Janaína, me identifiquei, e falei que alguém que mora na Itália queria adotar o Vitório. Só me lembro de Janaína falando no telefone …”OH meu Deus!!!!!”, acho que ela deve ter pensado que era um trote kkkk, mas não era não gente, era um desses casos de CINDERELO, que sai do borralho, e deixa de ser gato borralheiro abandonado num lixão e que Deus escolhe para dar um fim no sofrimento. Ninguém pode saber o que se passou no coração de Célia quando viu a imagem sofrida do Vitório todo ferido, ninguém pode saber o que se passou no coração de Janaína quando recebeu o meu telefonema dizendo que alguém na Itália queria adotar Vitório e ninguém pode saber o que se passa no meu coração agora por ter sido ESCOLHIDA por Deus para ser a ponte que liga Vitório do lixão de Salvador até Célia na linda cidade de Gênova.

Agora vejam o nossa caminhada de março de 2011 até o último dia 25 de outubro de 2011 quando o VITORINO (Vitorinho ) finalmente foi viver na Itália e vai brincar na neve branquinha junto com sua nova família.

INÍCIO DE ABRIL DE 2011 – Vitório já se recuperando dos ferimentos sendo cuidado com todo carinho por Janaína e Frank, ficando gordinho e lindo.

FINAL DE ABRIL DE 2011- Vitório crescendo, bem mais gordinho, com o ferimento da orelha já totalmente fechado, sendo cuidado com muito amor por Frank, o rapaz que está com ele na foto. Ficou com uma cicatriz na lateral do corpo devido aos ferimentos que sofreu.

FINAL DE MAIO 2011- Vitório completa seu esquema vacinal (raiva- 2 doses) e deve aguardar 30 dias para coletar sangue e mandar para teste sorológico da raiva (exigência do governo europeu para entrada de animais no país).

FINAL DE JUNHO DE 2011- coleta de sangue para teste sorológico e envio via sedex para o Instituto Pasteur, o Laboratório credenciado que fica em São Paulo e colocação de chip na região cervical .

FINAL DE JULHO DE 2011 – aguardamos cerca de 3 semanas para sair o resultado da sorologia da raiva, que graças a Deus foi negativo. Foi castrado nesta época.

AGOSTO DE 2011- O filho de Célia, Neto, que mora aqui em Salvador, foi visitar Vitório na casa de Janaína e fez um vídeo dele para mandar junto com as fotos para Célia que ficou muito feliz.

Ao longo desses meses todos, Célia mandou todo dinheiro necessário para pagar as vacinas V10 (3 doses) , raiva (2 doses), castração, teste sorológico de raiva e chipagem e o dinheiro era enviado pela Western Union em meu nome e imediatamente era depositado por mim na conta da Célula Mãe, com depósito identificado em nome de Célia

16 de OUTUBRO DE 2011- fui conhecer o Vitório, ele já está grandão, por volta de 8 meses de idade, muito brincalhão e Frank lhe ensinou alguns truques de adestramento, comandos de senta, deita, dá pata, dá a outra pata, e ele fez direitinho comig

o quando dei os comandos de senta e dá a pata. Me diverti com ele, é elétrico, dócil e brincalhão, brinca de “morder” a mão e a gente sai toda babada da brincadeira! Vejam a cicatriz que ficou na lateral do corpo e o defeito na orelha que quase teve que ser amputada pela gravidade dos ferimentos causados pela bicheira.

24 DE OUTUBRO DE 2011- depois que saiu o resultado negativo para a sorologia da raiva, cumprimos uma espera de 90 dias (exigência do governo europeu para entrada de animais no país) para que Dr, Moacyr re-examinasse Vitório e emitisse um atestado de saúde (com validade de apenas 3 dias para viagem internacional). De posse deste atestado de saúde, eu e Janaína fomos até o Posto do Ministério da Agricultura no Aeroporto para tirar um (CZI) Certificado Zoosanitário Internacional (validade de 10 dias) emitido pelo veterinário credenciado de plantão (que neste dia foi Dra Sandra, muito simpática e solicita que está na foto conosco) , documento que autoriza Vitório a entrar na Itália sem o risco de ser deportado de volta para o Brasil. Nas fotos vemos Janaína preenchendo a ficha com os dado de Vitório e de Célia no Ministério da Agricultura, e a Dra Sandra comigo e Janaína, assinando o CZI que autoriza a viagem dele para Gênova/Itália.

O GRANDE DIA! 25 DE OUTUBRO DE 2011- Célia e Amedeo vieram de Gênova, aproveitando as férias dela, para buscar Vitório! Vitorinho agora vai ser chamado de VITORINO, em Italiano. Foi sedado para que sofresse o minimo possível com o Stress da viagem, porque teve que pegar um vôo de Salvador para Madri e de lá fazer uma conexão para Milão. Chegando em Milão, iriam pegar um trem até Gênova. Frank amarrou cordas dos dois lados da caixa de transporte para não ter problemas de abertura acidental da caixa durante o trajeto e evitar fuga e perda de nosso Vitorinho depois de tantos meses de preparação e dedicação (foram 7 meses de preparação).

Vejam as fotos do dia do embarque, ele fez muito sucesso entre os passageiros no chequim da empresa Air Europa. Por volta de 22:20h ele finalmente foi levado por um funcionário para embarcar, e foi sumindo de nossas vistas, eu e Frank ainda corremos para vê-lo entrar no corredor que leva até a triagem de carga da empresa aérea, Janaína não conseguiu correr porque a barriga chamada Sofia está muito grandona e não dá para correr assim, mas de longe ela ainda tentou fazer uma foto. Ficamos mais meia hora no aeroporto agoniados, tentando saber se botaram ele dentro do vôo mesmo, mas não nos deixaram entrar, então fomos embora por volta de 23 horas e rezamos, pedindo a S. Francisco de Assis e a Nosso Pai que estivessem perto dele até o fim para que chegasse bem. Frank se despedindo e amarrando as corda na caixa, abaixo ele com Célia e Amedeo, os novos pais.

DIA 27 DE OUTUBRO- recebemos notícias de que tudo correu bem na viagem e recebemos fotos dele que agora tem uma cama só pra ele, num quarto com aquecedor (porque lá está frio agora) onde ele vai dormir com sua irmãzinha Cherry que está zangadíssima com a presença dele kkkk (veja a cara dela na foto) e ele tem medo dela quando late pra ele, apesar de ser muitas vezes maior do que ela que é uma pincher. A adaptação e a aceitação dela é só uma questão de tempo, breve estaremos recebendo fotos dos dois brincando e dormindo juntos na maior amizade. Célia e Amedeo está muito feliz com o filho Vitorinho e Amedeo está muito agarrado com ele, Vitório fica o tempo todo do lado dele, e já aprendeu a fazer xixi só no tapetinho higiênico. Vão levar ele a um veterinário lá em Gênova e ver se há possibilidade de se fazer uma cirurgia plástica para melhorar a aparência da orelha defeituosa. E assim compartilhamos com todos a linda história do Cinderelo baiano Vitorinho que viverá feliz para sempre com sua nova vida de príncipe ao lado de sua família linda e amorosa.

Às vezes nós encontramos filhotinhos abandonados e pensamos: resgato?
Não resgato?
Não tenho dinheiro!
Não tenho onde abrigar!
Graças a Deus que Janaína o resgatou e isso fez a diferença entre morrer filhotinho num lixão sendo comido pela bicheira e Viver feliz até ficar velhinho como um príncipe na Itália! Paz amigos!

Anúncios
Sem categoria