HOMEM QUE ARRASTOU CÃO NA PARAÍBA É IDENTIFICADO E DEPÕE NA POLÍCIA

Tudo que a gente receber e não puder fazer mais nada, só mesmo divulgar, então divulguem. Esse caso teve resultado provavelmente por conta da audiência que certamente alguns de nós contribuíram.

Que essa ferramente tão importante como a internet e os dedinho que ficam nos pcs seja usada sempre pro bem, ainda que nossa parte seja só repassar.

Um grande bj a todos vcs protetores de animais e simpatizantes que nos acompanham sempre!!!

http://g1.globo.com/paraiba/noticia/2011/12/homem-que-arrastou-cao-na-paraiba-e-identificado-e-depoe-na-policia.html

Homem que arrastou cão na Paraíba é identificado e depõe na Polícia

Suspeito disse que recebeu R$ 5 para levar cão para uma carrocinha.
Ele depôs na delegacia e foi liberado em seguida.

Do G1 PB

6 comentários

Cão é arrastado no asfalto na Paraíba (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)Homem flagrado arrastando o cachorro fugiu ao

perceber que estava sendo filmado
(Foto: Divulgação/Deusemar Chaves)

Foi identificado o homem flagrado arrastando um cachorro por uma rua de Jaguaribe, em João Pessoa. Trata-se de um frentista de 42 anos, que chegou a ser detido na comunidade Paulo Afonso.

À polícia, o suspeito disse que recebeu da dona do cachorro R$ 5 para que ele levasse o cão para uma carrocinha no bairro do Rangel.

Depois de ser ouvido, o agressor foi liberado e o delegado Farias, da Delegacia do Meio Ambiente, informou que vai intimar a dona do animal a comparecer à delegacia nesta sexta-feira (2) pela manhã.

No início da semana, o frentista foi flagrado por um cinegrafista amador arrastando o cão por uma rua asfaltada. O animal estava sendo puxado por uma corda e ainda tinha um saco plástico fechado na cabeça que impedia sua respiração.

saiba mais

Quando o agressor percebeu que estava sendo filmado, abandonou o cachorro e fugiu. No dia seguinte a reportagem do G1 encontrou uma família que havia pego o cachorro, mas já o havia entregue a uma protetora de animais que o levou a um veterinário.

A protetora Michelle Oliveira, da Associaão Amigo Bicho, está cuidando do cão, agora chamado de Lino, até que uma lista de interessados em adotar o animal. Após exames veterinários, ficou constatato que o cachorro não tem doença grave e que deve se recuperar das agressões sofridas rapidamente.

Anúncios
Sem categoria