Manifestação contra uso de pele acontece nesta sexta (25) em SP

Estilistas são principal alvo dos manifestantes, que pedem o fim do sofrimento animal

Do R7

ManifestaçãoAgência Estado

Manifestantes fazem passeata contra o uso de pele de animal em roupas na rua Oscar Freire, em São Paulo, famosa pelo comércio de luxo

Publicidade

As manifestações contra a crueldade a animais vêm ganhando força no Brasil. No último domingo (20), centenas de pessoas ocuparam a Avenida Paulista em frente ao Masp, região central de São Paulo, em protesto contra a morte de um cão arrastado de carro pelo dono.

E, desde o começo do ano, quando aconteceu, no mês de maio, um protesto na rua Oscar Freire contra o uso de pele de animais em roupas, a discussão em torno do assunto só esquenta nas redes sociais. Uma nova manifestação ocorrerá nesta sexta-feira (25), para marcar a quarta edição da "Sexta-feira Mundial Sem Pele".

O principal alvo dos manifestantes, explica Fábio Paiva, coordenador da frente brasileira do movimento chamado International Anti-Fur Coalition, são os estilistas.

– O objetivo do protesto é alertar sobre a crueldade que se esconde por trás das peles de animais usadas na moda e na decoração. Milhões continuam sendo esfolados ainda vivos e mortos depois, incluindo cães e gatos. Tudo em nome da moda e do consumo.

No ano passado, houve protestos em 200 grandes cidades nos cinco continentes pedindo o fim do comércio de peles. No Brasil, a manifestação será mais uma vez na Avenida paulista em frente ao Masp, a partir das 16h.

O coordenador argumenta que matar animais para satisfazer a vaidade é uma atitude imoral.

– Há peles sintéticas tão bonitas e até mais duráveis que as naturais.

Segundo ele, o Brasil ocupa a liderança na exportação mundial de peles de chinchilas. Estilistas que insistem no uso de pele animal em suas coleções são alvo frequente de críticas dos manifestantes – que esperam conscientizar um número cada vez maior de profissionais e empresários do setor.

E você, o que pensa do uso de pele de animais em roupas?

http://entretenimento.r7.com/bichos/noticias/manifestacao-contra-uso-de-pele-acontece-nesta-sexta-25-em-sp-20111121.html?question=0

Anúncios

Sabão caseiro contra pulgas e carrapatos

Feito com uma planta indiana, o sabão impede que pulgas e carrapatos tirem o sossego do seu bicho de estimação

Atualizado em 18/11/2011
Daniella de Caprio

Deixe seu pet tosado no verão para evitar pulgas e carrapatos
Foto: Getty Images
Coceira, feridas na pele, fezes com vermes. Esses são alguns dos sinais de que seu cão ou gato é vítima de pulgas e carrapatos. Em um simples passeio no parque, seu amigo pode voltar se coçando.

Saiba que é possível se livrar dessas pragas e ainda deixá-lo blindado contra futuros ataques com uma solução caseira: o sabão de Neem. Ele é feito com uma planta que repele pulgas e carrapatos naturalmente.

Veja a seguir a receita do sabão de Neem, para acabar com o coça-coça do seu bicho de estimação.

Como fazer o sabão antipulgas e carrapatos

Ingredientes
. 1 barra (200 g) de sabão glicerinado
. 20 ml de óleo de Neem (encontrado em casas de jardinagem)
. 10 gotas de óleo essencial de cravo, citronela ou eucalipto

Modo de preparo

Em banho-maria, amoleça o sabão até ficar cremoso. Retire do fogo e esfrie até atingir 40ºC (meça com um termômetro). Adicione os óleos, mexa bem, ponha em forminhas e leve ao freezer por 20 minutos.

Conheça melhor o Neem, que afasta pulgas e carrapatos

. O óleo é retirado da árvore Azadirachta indica, da família do mogno.

. Possui uma substância que mata insetos em geral.

. É vendido como sabão em barra, sabonete líquido e óleo puro ou diluído.

. Pode ser usado em pessoas e animais de sangue quente (menos peixes, répteis, insetos…).

. Dá para colocar na ração, usar no banho ou aplicar no dorso do animal.

. Se a infestação for grande, borrife o bicho e a casa com óleo puro, além de dar banho no bicho com o sabão.

Fonte: Maria Lúcia Sauerbronn Gonçalves, Farmacêutica Bioquímica