Pitbull testemunha contra o dono por maus tratos

Ter, 24 Ago, 07h42

WASHINGTON (AFP) – O comitê de condicional do Alabama (sul dos Estados Unidos) recusou nesta terça-feira a liberdade condicional de Juan Daniels, de 26 anos, condenado a nove anos de prisão em 2007 por ter queimado e batido em Louis Vuitton, um pitbull de 7 anos, informou o comitê.

Segundo a imprensa local, que publica várias fotos do animal, hoje totalmente recuperado, o cão compareceu à audiência como testemunha.

Juan Daniels poderá fazer um novo pedido de liberdade condicional em julho de 2012, indicou o comitê.

Ele foi condenado por ter agredido seu cachorro com uma pá e depois jogado álcool e ateado fogo ao animal. Com 60% do corpo queimado, Louis Vuitton levou meses para se recuperar.

http://br.noticias.yahoo.com/s/afp/100824/mundo/eua_curiosa_animais_processo

Anúncios
Sem categoria